quinta-feira, 30 de junho de 2011

Espetáculos nacionais e internacionais são atrações do “Festival ES de Dança”


Durante quatro dias, entre quinta-feira (07) e domingo (10), o Espírito Santo entrará no ritmo do “Festival ES de Dança”. Serão mais de 20 espetáculos de dança locais, nacionais e até internacionais, apresentados em vários pontos da capital Vitória, além flashmobs, mesas de debates, oficinas de capacitação, além de uma programação complementar em mais dois municípios.
Além de apresentações em espaços públicos, o evento terá como sede três espaços culturais: Theatro Carlos Gomes, no Centro; Teatro do Sesi, e Escola de Dança Cridança, em Jardim da Penha. Todos os espetáculos são gratuitos. Nos teatros os ingressos devem ser retirados uma hora antes dos espetáculos.


A iniciativa é uma realização conjunta da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e Serviço Social da Indústria (Sesi-ES), que tem parceria do Instituto de Ação Social e Cultural Sincades, e apoio da Fundação Nacional de Artes (Funarte); e da Escola de Dança Cridança.
O objetivo do “Festival ES de Dança” é fortalecer o mercado de trabalho, promover a reflexão sobre o cenário de dança no Estado, e incentivar o intercâmbio dos grupos capixabas com as companhias e pesquisadores nacionais.


Companhias Nacionais

Três companhias de dança nacionais participam da programação do Festival. São elas: “Grupo Cena 11 Cia de Dança”, de Santa Catarina; “Grupo de Dança 1° Ato”, de Minas Gerais; e “Quasar Cia de Dança”, de Goiás.

A companhia catarinense “Grupo Cena 11 Cia de Dança” apresentará no primeiro dia do Festival, na quinta-feira (07), o espetáculo “Embodied Voodoo Game”, que aborda a relação entre o corpo e o videogame por meio de interação entre movimentos físicos e digitais. Criado em 1993, o grupo é hoje uma companhia de formação e pesquisa em dança, que possui oito bailarinos em seu corpo efetivo e três diretores artísticos.
O “Grupo de Dança 1° Ato”, sob a direção da bailarina e coreógrafa mineira Suely Machado, que acumula mais de 48 prêmios nacionais, virá ao Estado com dois espetáculos. “Adorno” criará no Theatro Carlos Gomes, no sábado (09), uma ambientação tecnológica, com interferências, efeitos visuais, e projeções de vídeos, possibilitando o diálogo entre dança e tecnologia. O estilista Ronaldo Fraga, ousado e inovador, assina o figurino do espetáculo.

A outra apresentação do grupo será realizada no Parque Pedra da Cebola, no bairro Mata da Praia, no domingo (10). Trata-se do espetáculo infantil “Quebra-Cabeça”, uma montagem leve e divertida que mescla teatro, circo e mímica.


Outro grupo que vem de fora para participar do evento é a “Quasar Cia de Dança”, que encerra a programação do Festival, no domingo (10), com o espetáculo “Céu da Boca”. Os bailarinos criam, no palco do Carlos Gomes, paralelos entre o céu (como lugar ideal, mas inatingível), e a boca (metáfora para a realidade palpável). A companhia goiana foi criada no final da década de 80, e a proposta do grupo desde o começo foi romper com as regras acadêmicas a fugir de padrões.

Outro destaque da programação nacional é o espetáculo infantil “Espalha pra geral”, uma construção da coreógrafa e bailarina carioca Denise Stutz, em parceria com o artista visual Felipe Ribeiro. Serão duas apresentações no Teatro do Sesi, a primeira na abertura do Festival; e outra na sexta-feira (08). “Espalha pra geral” é um espetáculo que trabalha com o imaginário infantil contemporâneo. Os bailarinos inserem, abstraem e compartilham com o público cenas que vão desde aos jogos de morte do videogame aos cruzamentos de pipas, das danças de rua à brincadeira de casinha, da TV ao celular.


Bailarina da Salzburg Ballet, da Áustria

Na sexta-feira (08), no Carlos Gomes, haverá apresentação da bailarina Stephanine Ricciardi, que desde o ano passado faz parte do Salzburg Ballet, na Áustria; e já se apresentou em várias produções, entre elas “Romeu e Julieta” e “Bela Adormecida”.

A trajetória de Stephanine começou em Rio Branco, no Acre, onde ela nasceu e iniciou os estudos em dança. Em 2001, ela mudou-se para a capital capixaba para estudar na Escola de Dança Mônica Tenore. Algum tempo depois, em 2003, foi uma das quatro aprovadas entre 60 vagas, na Escola de Teatro Bolshoi, no Brasil. Em 2009, a bailarina fez estágio de um mês na Cia de Teatro Bolshoi de Moscou, e no final participou do espetáculo “Don Quixote”.


Companhias locais e coreógrafos independentes

No final de maio, seis novos coreógrafos e seis companhias de dança profissionais do Estado foram selecionados para participar do “Festival ES de Dança”.

As companhias contempladas se apresentarão em dois dias diferentes. Na sexta-feira (08), serão três espetáculos: “Passagens”, da Mitzi Marzutti Cia de Dança; “Ma’kwenda! Ma’kuisa! Memórias de um Corpo Negro”, da Negraô Cia de Dança; e “Inabitáveis”, da Cia de Dança In Pares. No mesmo dia, a Urucum Cia de Dança faz duas apresentações de “Bunda e Progresso”, em dois espaços públicos: à tarde na Av. Expedito Garcia, em Campo Grande; e à noite na Rua da Lama, em Jardim da Penha.

Outras duas companhias se apresentam no domingo (10), desta vez no Teatro do Sesi. O Ballet da llha Cia de Dança mostra o espetáculo “Super Nany”; e a Cia Teatro Urgente, leva para o palco a "Stultifera navis, a nau dos loucos”.

Já os coreógrafos independentes usarão também usarão espaço do Teatro do Sesi, na sexta-feira (08). Na ordem se apresentam Álvaro Leal, com “Fim de Tarde”; Liliani Cunha, com “Extremos”; Armando Aurich, com “Eco – 3 Solos”; Fabrício de Jesus Santos, com “Afro Continente”; Nerdin Montenegro, com “Elos”; e Alecsandro Lacerda da Silva, com o espetáculo “Ultimate B...Boys”.

“A Caixa de Bonifácia”, outra apresentação local de destaque, acontecerá em dois espaços públicos do Centro de Vitória: Praça Oito e Praça Costa Pereira, também na sexta-feira (08). Trata-se de um trabalho de Ingrid Mendonça, diretora, escritora, coreógrafa e bailarina, voltado para expressão corporal específica para utilização de máscara. O espetáculo narra a história de uma personagem de rua que morava numa caixa de papelão.

Três flashmobs simultâneos

O Festival inclui na programação flashmobs simultâneos na sexta-feira (08). A concentração está marcada para as 12 horas em três pontos: Praça Oito, Praça Costa Pereira e Terminal de Laranjeiras. As apresentações duram cerca de 10 minutos.

A União dos Dançarinos do Espírito Santo (Udes) selecionou previamente 60 dançarinos para agitar as ações. Quem estiver presente na hora da apresentação, também poderá entrar na dança. A coreógrafa dos flashmobs é a dançarina e idealizadora da Udes e do Encontro de Danças Urbanas, em Vitória, Yuriê Perazzini.

O flashmob é um tipo de espetáculo que acontece em algum lugar público e aglomera pessoas que vão realizar alguma ação específica, que neste caso é dançar. A escolha do horário e do local foi proposital já que nesse momento o trânsito de pessoas é mais intenso, permitindo um público maior, com oportunidade de assistir e até mesmo de participar da ação.


Debates

Durante a programação do Festival serão realizadas três mesas de debates. Todas acontecem no Teatro do Sesi, e a entrada é franca. O primeiro encontro será na quinta-feira (07), e terá como tema “O significado social da dança no século XXI”. Participam desse debate Armando Aurich, professor da Escola de Dança Cridança; a paulista Sonia Sobral coordenadora do setor de dança dos “Rumos Itaú Cultural”; e a paulista Vera Sala, professora, criadora e pesquisadora de dança.

O tema da segunda mesa de debates, marcada para sexta-feira (08), será “A dança e as novas linguagens: convergências”. Esse encontro reunirá Aissa Guimarães, doutora em Filosofia da Arte e professora de Mestrado de Arte da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes); Alejandro Ahmed, diretor do “Grupo Cena 11 Cia de Dança”, de Santa Catarina; e Paulo Fernandes, diretor da capixaba “Enki Cia de Dança”.

A última mesa de debate será realizada no sábado (09), e terá como tema “Espaços de dança: olhares sobre a articulação criativa das companhias de dança do Brasil”. Participam do encontro Denize Marques, diretora da “Somos Dez Cia de Dança”, do Espírito Santo; Vera Bicalho, fundadora da “Quasar Cia de Dança”, de Goiás; e Suely Machado diretora do “Grupo de Dança 1° Ato”, de Minas Gerais.


Oficinas de capacitação

Durante o Festival serão oferecidas gratuitamente quatro oficinas de capacitação. O período de inscrições termina nesta sexta-feira (01), e os nomes dos selecionados estão publicados no site da Secult (www.secult.es.gov.br). As atividades serão realizadas entre os dias 08 e 10 de julho, das 09 às 12 horas, na Escola de Dança Cridança.

O curso “Consciência do Movimento” será ministrado por Letícia Teixeira, professora da Faculdade Angel Vianna, do Rio de Janeiro. A oficina apresentará alguns dos elementos da Metodologia Angel Vianna, referência no cenário nacional da dança contemporânea, tais como: direção e apoios ósseos, contorno corporal, movimento interno e livre.

Vera Sala, professora, criadora e pesquisadora de dança, fará um workshop sobre “Investigação da Dramaturgia no Corpo”. O objetivo é ampliar o vocabulário corporal do aluno, a partir da pesquisa de novos caminhos, novas relações e conexões no seu corpo. A pesquisadora já ganhou o prêmio Mambembe, na categoria pesquisadora Performer, em 1998.

Suely Machado, psicóloga, coreógrafa, bailarina e diretora do “Grupo de Dança 1° Ato”, ministrará a oficina “Criação do Gesto”, que consiste em trabalhar as diferentes qualidades dos participantes. Além disso, ela exercitará a preparação cênica do bailarino. As aulas de Suely serão ministradas em parceria com os bailarinos da companhia que dirige.

Marcelo Ferreira, coreógrafo, diretor teatral, ator e bailarino, oferecerá curso “Gestual Dramático Expressionista”. A aula envolve o aluno na dramaturgia contemporânea, artes visuais e audiovisuais. A oficina tem um perfil dança-teatro e apresenta referências de dança e de encenação. Marcelo é diretor da Companhia de Teatro Urgente, de Vitória; e atuou na Cia. Neo-Iaô de Dança por 15 anos.


Oficinas no interior


Terminado o Festival em Vitória, a ação seguirá para o interior do Estado. Serão oferecidas pela Secult, em parceria com a Funarte, duas oficinas nas cidades de Montanha e Castelo.

A oficina em Montanha, chamada “Investigação do movimento”, acontece entre os dias 15 e 17, no teatro da cidade, e será ministrado pela professora, coreógrafa e bailarina Michelle Camargo, de Curitiba.

Já em Castelo, a oficina acontecerá entre os dias 29 e 31 de julho, e será ministrada pelo coreógrafo Gil Mendes, no Teatro Municipal, que ensinará “Composição coreográfica”.

As inscrições devem ser feitas nas Prefeituras envolvidas. Em Castelo, pelo telefone (28) 3542-8532 (Denivam); e em Montanha no (27) 9942-4011 (Jeferson).

Roberto Duarte, um dos mais importantes mestres da Academia Brasileira de Música, será o regente da “Quarta Clássica”

Na próxima quarta-feira (06), a Orquestra Filarmônica do Espírito Santo (Ofes) se apresenta sob a regência de Roberto Duarte, mestre da Academia Brasileira de Música homenageado este ano por completar 70 anos de idade. Ele é um dos nomes mais importantes do elenco composto por 40 acadêmicos, da instituição localizada no Rio de Janeiro. O concerto da série “Quarta Clássica”, será no Theatro Carlos Gomes, no Centro de Vitória, às 20 horas.

A “Quarta Clássica” tem preços populares, R$2,00 (inteira) e R$1,00 (meia), e os ingressos já podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro. O programa deste mês será bem diversificado, com obras de três compositores: um alemão, um inglês e um brasileiro.

Na abertura será executada a obra “As Hébridas, ou A Gruta de Fingal”, escrita entre 1830 e 1831 pelo compositor alemão Felix Mendelssohn, inspirada na famosa gruta localizada na ilha de Staffa, na Escócia.

A seguir, será apresentado pela primeira vez em Vitória, o “Concerto para violoncelo e orquestra”, do compositor inglês Edward Elgar, escrito e estreado em 1919, quando o compositor estava com 62 anos de idade. Trata-se de uma obra que reflete uma mudança de espírito do compositor, influenciada pelo final da Primeira Guerra Mundial, em uma expressão introspectiva, mais reservada e solene.

O concerto terá como peça final a “Suíte Vila Rica”, escrita pelo compositor paulista Camargo Guarnieri, em 1958. Guarnieri nasceu em 1907, em Tietê, cidade do interior do Estado de São Paulo. Em 1957 aceitou a encomenda para fazer a trilha sonora para o filme “Rebelião em Vila Rica”, dirigido pelos irmãos Geraldo e Renato Santos Pereira.


No ano seguinte o compositor selecionou alguns trechos, incluindo a valsa e o baião, e os reuniu na forma de uma suíte, tal como será apresentada nesse concerto. É importante ressaltar que Camargo Guarnieri utilizou no filme nove melodias folclóricas, todas fornecidas pelos autores do filme. Dessas nove, apenas uma delas, conhecida como “Tim tim, oi lá lá”, consta na suíte.

Shopping Praia da Costa traz a magia do circo nas férias de inverno


Hoje tem palhaçada? Tem sim senhor! O mês de julho será muito mais animado no Shopping Praia da Costa que apresenta toda a magia do circo nas “Férias Espetaculares”. A criançada irá se divertir a valer de 1º a 31 de julho no picadeiro montado na Praça de Eventos com toda estrutura e artistas circenses.

Enquanto estiverem no Shopping, os clientes poderão receber maquiagens artísticas, exercitarem-se com malabares e na cama elástica, trabalhar com tecido acrobático, em movimentos de leveza e suspense, além de participar de oficinas de perna-de-pau, corda bamba e trapézio. As oficinas são indicadas para crianças a partir dos 4 anos de idade. Para os menores tem a opção da pintura facial. Os preços para os pacotes de atividades vão de R$ 5 a R$ 20. As oficinas acontecerão todos os dias de 14h as 22h.

As atividades serão realizadas pela Mplus. Os instrutores são artistas formados pela ONG Lona das Artes. A ONG existe há sete anos e atende 420 jovens da periferia da região metropolitana de Campinas, SP. Além das oficinas, ocorrerão apresentações no formato Pocket Show, que são diversos números circenses com palhaços, acrobatas, malabares e muita diversão durante aproximadamente 40 minutos de muito entretenimento. A cada apresentação é incluído números diferentes garantindo assim novidades a cada espetáculo. Entrada gratuita.

A partir do dia 14 de julho a Turminha Macakids estará no piso L-3 com os personagens Caco e Drika brincando com a criançada e fazendo apresentações educativas como teatro de fantoches e o pré-lançamento do DVD da turma que trará desenhos e muita diversão. Valor: R$ 10 (30 minutos no local com direito a kit com livrinho colorido Macakids, 1 sorvete Macakids, 1 adesivo, folha pra colorir e uma foto no web site Macakids). Parte da bilheteria do Espaço Macakids será revertida a Associação Capixaba Contra o Cancer Infantil – ACACCI.

O clima vai esquentar ainda mais com os filmes que estarão nas telonas do Kinoplex Praia da Costa: Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 2, O Ursinho Pooh, Cilada e Uma professora muito maluquinha são alguns dos lançamentos do mês. Para os fãs dos jogos eletrônicos, a diversão está no Praia da Costa Play; com variedade de escolha nas máquinas que agradam desde os pequeninos até os marmanjões.

Parceria de Sucesso

A parceria da Lan Designers com a SoftwareOne, empresa suíça especializada em licenciamento de softwares, completa um ano com ótimos resultados. Juntas, as empresas disponibilizam soluções de Tecnologia da Informação completas.

A SoftwareONE tem foco exclusivo em licenciamento de software, o que permite que Lan se concentre na sua competência essencial que é oferecer soluções e serviços de TI.

Lançamento exclusivo em Pedra Azul neste final de semana


Os oftalmologistas estão ansiosos com a proximidade do 3º Simpósio de Inverno da Sociedade Capixaba de Oftalmologia que vai acontecer neste final de semana em Pedra Azul. O evento que reúne, além dos médicos, profissionais do setor óptico contará com um lançamento que promete abalar e agradar as pessoas que usam óculos de sol e grau, mas que ficam incomodados com os reflexos das lentes.

O empresário do setor, Getúlio Gomes de Azevedo apresentará para os oftalmologistas a nova lente Super Opto Gold, que são quase invisíveis. Ela recebeu dez camadas antireflexo e utiliza a mesma tecnologia das lentes das câmeras de satélite.

A importância do antireflexo no dia a dia


• Ele é indicado para quem usa computador e para pessoas que assistem televisão por várias horas.
• Ideal para todas as pessoas que trabalham ou estudam em ambientes com iluminação artificial, principalmente de lâmpadas fluorescentes.
• Ideal para qualquer pessoa que esteja na transição de lentes de contato para óculos.
• Ideal para qualquer pessoa que utilize óculos com alto grau de dioptria.
• Bom para qualquer pessoa que esteja iniciando a utilização de óculos.
• Desejado por todos os profissionais que trabalham com sua imagem (figuras públicas, apresentadores de televisão, atores, entre outros).

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Adetur elege novo presidente, diretoria e conselho fiscal


À frente da Agência de Desenvolvimento Sustentável da Região Turística Metropolitana (Adetur) do Espírito Santo há dois anos, Paulo Renato Fonseca Junior foi reeleito presidente da instituição. Com dois anos para levar adiante projetos importantes para o incremento do turismo na Região Metropolitana, que compreende a capital Vitória e Vila Velha, Serra, Fundão, Cariacica, Viana e Guarapari, Paulo Renato lembra que ações realizadas para esta região também ampliam o setor em outras cidades turísticas do Estado.

“Uma vez que as cidades metropolitanas que recebem incentivos façam parte das Rotas Turísticas do Espírito Santo, é comum o visitante ir em busca dos outros municípios, que também são beneficiados”, explica o Paulo Renato.
Também foram definidos os nomes do conselho fiscal e da diretoria para os próximos anos.

Para a diretoria, composta por um representante para cada município metropolitano, foram escolhidos Edson Rodrigues Ruy, reeleito como diretor de Vitória; Marcelo Novais da Silva, reeleito como diretor de Fundão; Moyses Pessoa Nader, diretor de Vila Velha; João Alfonso da Silva, representante da Serra; Alessandra Simmer Gilles, de Cariacica; e Sandro Varanda Abreu, de Guarapari.
Os conselheiros fiscais são Maria Goretti Tótola Buzzo, reeleita, e José Francisco Bastos do Nascimento. A eleição foi realizada entre os associados da Adetur em assembleia geral.



Diretoria
Paulo Renato Fonseca Junior, Presidente da Diretoria Executiva
Edson Rodrigues Ruy, Diretor – Vitória
Moyses Pessoa Nader, Diretor – Vila Velha
João Alfonso da Silva, Diretor – Serra
Alessandra Simmer Gilles, Diretora – Cariacica
Sandro Varanda Abreu, Diretor - Guarapari
Marcelo Novais da Silva, Diretor – Fundão


Conselho Fiscal
José Francisco Bastos do Nascimento
Maria Goretti Tótola Buzzo

Adetur divulga vencedores do Prêmio Espírito Santo é Seu Roteiro

Rio de Janeiro, Porto Alegre, Vitória, Brasília e São Paulo vencem o Prêmio Espírito Santo é Seu Roteiro, lançado em setembro de 2010 para incentivar agentes de viagem, agências de turismo, operadoras de turismo e meios de hospedagem a atrair mais turistas às terras capixabas. A iniciativa da Agência de Desenvolvimento Sustentável da Região Turística Metropolitana (Adetur Metropolitana) mobilizou diversas cidades brasileiras, que tiveram a oportunidade de participar em duas etapas.

Na primeira etapa, na categoria agente de viagem não capacitado, a primeira colocação ficou com Eliusa Munari, da Fellini Turismo, de Porto Alegre, que levou um notebook. O segundo lugar redeu à Estella Braz, da Etérea Turismo, de Vitória, uma TV 32 polegadas. Andressa Ferreira, da Allianza Tour, de Vitória; Walkyria Bausen, da Etérea Turismo, de Vitória, e Gisele Teixeira, da BB Turismo, de Brasília, terceira, quarta e quinta colocadas, respectivamente, receberam um Kit ES, contendo toalha, bolsa e guarda-sol.

A agência de turismo que recebeu uma TV 32 polegadas foi a Fomatur, de Vitória. Na categoria meios de hospedagem, quem levou um notebook foi o Sesc, de Guarapari.

Na segunda etapa, na categoria agente de viagem capacitado, Gilberto Barbosa, da Giltur, do Rio de Janeiro, levou uma moto por sua primeira colocação. Em segundo lugar na mesma categoria ficou William Dias, da CVC, do Rio de Janeiro, que ganhou um notebook.

Os agentes não capacitados que ganharam prêmios na segunda fase foram Gisele Teixeira, da BB Turismo, de Brasília, que levou um notebook; Estella Braz, da Etérea Turismo, de Vitória, uma TV de 32 polegadas; Walkyria Bausen, da Etérea Turismo, de Vitória, Cristina dos Anjos, RSul Viagem e Turismo, de Vitória; e Marly da Silva, da Etérea Turismo, de Vitória, que ganharam um kit ES cada uma.

A primeira colocação na categoria agência de viagem ficou com a BB Turismo, de Brasília, que levou uma moto. Em segundo lugar aparece a Etérea Turismo, de Vitória, que ganhou um notebook. A Giltur, do Rio de Janeiro, Allianza Tour, de Vitória, e a Rsul Viagem e Turismo, de Vitória, ficaram na terceira, quarta e quinta posições, respectivamente, e levaram um Kit ES cada uma.

Na categoria operadora de turismo, a Giltur, do Rio de Janeiro, levou um notebook por sua primeira colocação. A Trend, de São Paulo, ficou em segundo lugar, ganhando uma TV de 32 polegadas; e a CVC Viagens, do Rio de Janeiro, levou um Kit ES por sua terceira posição.

Quem levou um notebook por sua primeira colocação na categoria meio de hospedagem foi o Hostess, de Vila Velha. A agência de turismo que recebeu uma TV 32 polegadas foi a Fomatur, de Vitória.

O projeto faz parte do Projeto de Fomento à Comercialização do Espírito Santo, desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento Sustentável da Região Turística Metropolitana (Adetur Metropolitana), em parceria com a Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e com a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), que desde 2009 estão capacitando agentes de viagem.

Com o trabalho, já foram capacitados mais de cinco mil agentes de viagem do Rio de Janeiro, Distrito Federal, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo (Campinas) e Bahia.

Oportunidade de estágio


Lifeware Tecnologia oferece vaga de estágio na área de desenvolvimento de software. Esta é uma excelente oportunidade para aprendizado, já que o estagiário será orientado em projeto de alta tecnologia em empresa incubada na TecVitória. A empresa precisa com urgência de um estagiário e, por isso, admissão é imediata.

Benefícios:

•A empresa oferece bolsa no valor de um salário mínino para quatro horas de trabalho + vale transporte.

Requisitos:

•Conhecimentos básicos de qualquer linguagem orientada a objeto (Java, C#, C++, entre outros).
•Cursando qualquer período.

Os interessados devem enviar currículo para o seguinte email:
gerson.freire@lifeware.com.br e no campo assunto colocar vaga de estágio.

WWW. DO ESPÍRITO SANTO PARA O MUNDO


A indústria de games movimenta um mercado bilionário. Só nos Estados Unidos, o faturamento no ano passado chegou a 20 bilhões de dólares. O Brasil ainda detém uma fatia muito pequena deste negócio: menos de 1%. A boa notícia é que, ano a ano, o crescimento deste setor está dobrando no País. No ano passado, empresas brasileiras que desenvolvem games faturaram cerca de R$ 150 milhões e, aqui no Espírito Santo, a Interama faz parte deste cenário.

A empresa desenvolveu o Faeries vs Darklings, um jogo para o Facebook que teve uma boa aceitação no mercado norte americano e que virou febre entre os internautas. Agora a empresa trabalha novo aplicativo (jogo) para iPhone que também será integrado com o Facebook. Segundo o diretor da Interama Luiz Gerosa, a produção de jogos para redes sociais corresponde a 70% do faturamento da empresa, que também pretende atuar na área de jogos publicitários voltados para os capixabas.

Luiz afirma ainda, que existe uma demanda grande de empresas que precisam se comunicar com seus consumidores usando uma interface computacional mais interativa, divertida e conectada (em redes sociais). Com isso, a Interama adquiriu nesses últimos anos muita experiência neste tipo de interface através dos games. Observando este nicho de mercado, a empresa capixaba passou a atender outros setores como aplicativos educacionais e portais da Internet.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Museu Vale: últimos dias para visitar exposição “Anticorpos”

rossegue, até o dia 3 de julho, no Museu Vale, a exposição “Anticorpos”, mais completa retrospectiva dos Irmãos Campana já exibida no Brasil. A mostra, com 200 obras (de 1989 a 2009), foi realizada pelo Vitra Design Museum, Weil am Rheim, Alemanha, onde permaneceu até fevereiro de 2010, percorrendo posteriormente outros importantes centros culturais da Europa. A curadoria de “Anticorpos” Fernando e Humberto Campana 1989- 2009 é de Mathias Schwarz-Clauss, curador do Vitra Design Museum, e a produção no Brasil, da ARTVIVA Produção Cultural.

Desde que foi inaugurada, no dia 20 de abril, a exposição Anticorpos já foi visitada por mais de 16 mil pessoas. Dividida em nove temas (“Fragmentos”, “Objetos Trouvés”, “Nós”, “Varetas”, “Híbridos”, Planos Flexionados”, “Objetos de Papel”, “Agrupamentos” e “Orgânicos”), a mostra ocupa integralmente o galpão de exposições do Museu Vale e pode ser conferida de terça-feira a domingo, das 10 às 18horas. A entrada é gratuita.

Vale implanta tecnologia inédita no Trem de Passageiros

O trem de passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) que circula diariamente entre a cidade de Cariacica, no Espírito Santo, e a capital mineira Belo Horizonte, conta agora com uma tecnologia inédita. Trata-se da primeira composição ferroviária que atua no transporte de passageiros a utilizar sistema de frenagem eletrônica. A inovação, que mereceu investimentos de R$ 1,6 milhão por parte da Vale, é similar à utilizada nos mais modernos trens do mundo e gera ganhos de segurança, conforto e economia de tempo para quem viaja.

Quatro locomotivas e 24 carros de passageiros já estão equipados com a nova tecnologia, que tem fabricação americana. A previsão é de que até o final de 2013 toda a frota da EFVM (62 carros) esteja circulando com o novo equipamento. O objetivo da empresa é que o novo sistema seja aplicado também à Estrada de Ferro Carajás (EFC).

Embora as paradas mais suaves sejam o benefício mais perceptível aos passageiros, o grande benefício está relacionado à segurança, já que o novo sistema distribui de maneira uniforme a intensidade da frenagem para todos os carros, o que evita sobrecargas que, com o tempo, podem reduzir a vida útil de componentes, como engates.

Outra vantagem já comprovada durante os quatro meses de teste que antecederam o início da operação foi a redução no tempo da viagem. Antes, era preciso iniciar a frenagem cerca de 400 metros antes da estação. Atualmente, essa distância caiu para 250 metros, o que proporciona redução de 30 minutos por viagem (ida e volta), ganho que pode, por exemplo, otimizar o uso da malha ferroviária no transporte de cargas.

O novo sistema de freios por acionamento eletrônico chegou para substituir o freio pneumático. O antigo sistema, no entanto, foi mantido no trem de passageiros da Vitória a Minas como sobressalente e pode ser acionado sempre que houver necessidade.

Moradores de Guarapari aprendem a fazer panelas de barro


Moradores de comunidades vizinhas ao Parque Estadual Paulo Cesar Vinha (PEPCV), localizado em Guarapari, irão participar de um curso gratuito de panelas de barro, com duração de três meses. As aulas são promovidas pela Secretaria Municipal de Trabalho, Assistência e Cidadania (Setac) e ministradas na sede da unidade, sempre às terças-feiras, a partir das 8h30.

A turma irá contar com dez participantes, que se reúnem pela primeira vez nesta terça-feira (28). Além de aprenderem dicas de como produzir as panelas de barro de forma ambientalmente adequada, eles terão a oportunidade de incrementar a renda familiar com as peças que passarão a produzir.

Durante os encontros, os alunos irão receber informações sobre o Parque e também sobre a Área de Proteção Ambiental (APA) de Setiba, que serve de zona de amortecimento para o PEPCV. Outro assunto que será abordado é a importância da participação dos moradores do entorno na preservação destas unidades.

Obra dos Irmãos Campana em debate no Museu Vale

Nesta quinta-feira, dia 30 de junho, às 18 horas, o público do Museu Vale terá a oportunidade de debater a fundo a obra dos irmãos Fernando e Humberto Campana, cujo trabalho estará em exposição no Museu Vale até o próximo dia 3. Iniciativa do Museu Vale, o “Bate-Papo com o artista” será coordenado pela jornalista e curadora de arte Adélia Borges, uma das maiores conhecedoras do trabalho da dupla de designers.

O objetivo do evento é promover e estreitar ainda mais a relação entre a obra/artista e o público. Para isso, alunos, professores e profissionais das áreas de Artes Visuais, Design, Comunicação, Arquitetura, Psicologia, Música, Artes Plásticas, entre outras, além do público em geral, são convidados a participar da iniciativa.

A jornalista especializada em design Adélia Borges, que já foi diretora do Museu da Casa Brasileira, em São Paulo, abordará a trajetória dos Irmãos Campana, sua trajetória profissional e influência no Brasil e no mundo. Depois, será a vez do público expor suas impressões sobre a obra dos artistas.

Para facilitar o acesso dos interessados no evento, o Museu Vale disponibilizará, gratuitamente, um ônibus com 40 lugares, que sairá do estacionamento do Teatro da Ufes, em Goiabeiras, com destino ao Museu uma hora antes do bate-papo. O veículo fará o percurso de volta à universidade ao final do bate-papo.

A programação é gratuita e não é necessário fazer inscrição previamente. Os participantes receberão, posteriormente, um certificado com carga horária emitido pelo Museu Vale.

A exposição


A exposição “Anticorpos - Fernando e Humberto Campana 1989-2009” tem como foco o conjunto dos trabalhos dos irmãos Fernando e Humberto Campana – artes plásticas, peças de mobiliário, jóias e instalações de grande escala –, elucidando suas estratégias, fontes de inspiração e as variadas abordagens do design que eles utilizam.

Enquanto Humberto cria seus objetos como artesão e artista autodidata, Fernando participa como arquiteto experiente. Juntos, ignoram todas as convenções do design tradicional, brincam com a noção de funcionalidade e formam seus objetos poéticos a partir de realidades contraditórias.

Maes promove Roda de Conversa amanhã

Nesta quarta-feira (29), das 19h30 às 21h30, será realizada no Museu de Arte do Espírito Santo Dionísio Del Santo (Maes), uma de Roda de Conversa que abordará a conexão entre o cenário artístico e cultural produzido fora do eixo Rio de Janeiro – São Paulo, e seus desdobramentos na produção de arte contemporânea no Brasil, a partir dos anos 1980. Participam do debate a mestre em Linguagens Visuais, a mineira Marilá Dardot, e a artista plástica Mara Perpétua.

A atividade faz parte da programação da exposição “Sobrevitória” e será transmitida ao vivo pelo site www.portalyah.com. A entrada é franca, e os interessados devem comparecer com 30 minutos de antecedência, pois o número de vagas é limitado.

A exposição "Sobrevitória" é constituída a partir do conjunto de obras de arte adquiridas pelo colecionador Marcio Espíndula, entre 1986 e 1989, período no qual ele manteve em funcionamento, em Vitória, a galeria Usina Arte Contemporânea.

A curadoria realizada por Luiz Eduardo Meira de Vasconcellos privilegia o recorte com 100 obras de arte contemporânea. Participam da mostra, entre grandes nomes da arte no Brasil, Amilcar de Castro, Iberê Camargo e Franz Weissmann, merecendo destaque a presença dos artistas Dionísio Del Santo, Hilal Sami Hilal, Regina Chulam e César Cola, que são capixabas.

"Sobrevitória", que permanece em cartaz no Maes até 24 de julho, é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), em parceria com o Instituto de Ação Social e Cultural Sincades, com produção da ABZ Projetos Produções.

Convidadas



Marilá Dardot



Mestre em Linguagens Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a mineira Marilá Dardot, é destaque com as produções “Introdução ao Terceiro Mundo”, feito individualmente, e as coletivas, “Chambres Sourdes” (França, 2011), “Nova arte nova” (São Paulo, 2009) e “Proyectos para desconstrucción” (Roma – México, 2008). Em 2006, participou da 27a Bienal de São Paulo. Em 2010 participou da 29a Bienal de São Paulo com o trabalho “Longe daqui, aqui mesmo”.

Mara Perpétua



A artista plástica e educadora, Mara Perpétura sempre teve a arte como elemento primordial das suas produções. Atualmente ela desenvolve diferentes projetos nas áreas artísticas e educacionais.

Descoberta mais uma utilidade do pinhão-manso



A Embrapa Agroenergia de Brasília identifica variedade de pinhão-manso (Jatropha curcas) atóxica que pode ser utilizada na alimentação animal. A pesquisa com os testes da variedade de pinhão-manso começa no campo experimental, passa pelo laboratório e termina na fazenda da Universidade de Brasília. A torta produzida a partir da variedade atóxica foi usada na preparação de rações em substituição ao farelo de soja e os animais apresentaram ganhos de peso e qualidade de carcaça.

Os projetos da Embrapa Agroenergia seguem duas linhas para viabilizar o uso da torta de pinhão-manso: encontrar materiais genéticos em que a toxina não esteja presente e usar processos industriais na destoxificação da torta.

O pinhão-manso é uma espécie bastante pesquisada em todo o mundo pelo que apresenta como alternativa na produção de biodiesel. A torta, que é o resíduo da extração do óleo (62% do peso ), não podia ser usada na alimentação de animais devido à presença de substancia tóxicas. Com este novo processo industrial a torta dessa oleaginosa pode ser utilizada em rações, o que aumenta o potencial da cultura. Para a cadeia do biodiesel ser sustentável é preciso utilizar todas as partes da planta, tanto o óleo quanto os subprodutos gerados.

Segundo o diretor da Nòvabra Energia, Pedro C. Burnier, com a destoxificação da torta a empresa poderá no futuro próximo aumentar significativamente o preço do grão pago ao produtor uma vez que este subproduto passa a ter um grande valor agregado. O processo de destoxificação esta em fase de finalização .

Vale destacar que aqui no Espírito Santo, 480 produtores participam de programa de fomento do pinhão-manso e a meta da empresa é que esse número chegue a 5.000 participantes em 25 municípios da região norte e noroeste do Espírito Santo além do Leste de Minas. Além disso, no Polo do Pinhão-manso, localizado em Colatina, onde será construída a indústria de extração do óleo da semente do pinhão, a indústria terá capacidade de produzir 50 mil toneladas de óleo por ano, processando 150 mil toneladas de grãos de pinhão.

Condomínio clube é diversão dentro de casa

Pense na seguinte alternativa: frequentar um clube com todos os itens de lazer no fim de semana ou curtir diariamente o conforto de um residencial repleto de interatividade? As duas opções são muito interessantes. Mas o bom mesmo é desfrutar da praticidade de um clube sem precisar sair de casa. Morar em um condomínio clube, aliás, é o sonho de consumo de muitas famílias que buscam lazer e segurança.

Apostando nesse segmento, a Morar Construtora não perdeu tempo e já lançou empreendimentos condomínio clube como o Vista de Laranjeiras, Veredas Buritis, Buritis e Paradiso. É só escolher e preparar a mudança.



A área de lazer, inclusive, é uma atração à parte nestes projetos. São mais de 40 itens de diversão, como piscina, forno de pizza, churrasqueira, salão de jogos, salões de festa adulto e infantil, espaço fitness, pistas caminhada, quadra de vôlei, playground, brinquedoteca, sala de yoga, quadra poliesportiva, campinho gramado, complexo aquático com toboágua, entre outros. E mesmo que você não seja muito "antenado", dá para perceber que os empreendimentos deram atenção especial à área verde.


Segundo especialistas, diversão também é qualidade de vida. As pessoas estão muito comprometidas e com muitas prioridades. É muito difícil que mantenham uma vida saudável, mas uma hora o corpo não aguenta. Por isso é indicado que as pessoas reservem um tempo para cuidar de si, fazer o que gosta, caminhar ou praticar um esporte. E quando não se tem o estresse de ter que pegar o carro, dirigir e enfrentar o trânsito para poder descansar, é ainda melhor: pois além do morador, o carro também dá aquela relaxada paradinho na garagem.

Família Almeida recebe em happy hour



Toda a família Almeida recebe amigos e investidores no próximo dia 30 de junho, a partir das 19 horas no estande do empreendimento Ápice Barro Vermelho, que fica no Triângulo das Bermudas na Praia do Canto. Na ocasião vai acontecer um gostoso happy hour e o cardápio da noite será inesquecível: champagne, serviço de buffet e ótimos negócios.

Empreendimentos populares: o novo nicho de mercado


Com a supervalorização, grande parte dos empreendimentos disponíveis para a venda fica praticamente inviável para muita gente que está interessada em ter seu imóvel próprio. A demanda por imóveis de até R$ 100 mil tem crescido na Grande Vitória e as construtoras lançam empreendimentos populares.

Esses empreendimentos têm como características a localização no município da Serra e a possibilidade de financiamento. Mas apesar de considerados populares, os imóveis prezam pela qualidade, inclusive alguns sendo em condomínios fechados.

A Morar Construtora, por exemplo, lança o empreendimento Vista de Laranjeiras Condomínio Clube. São nove torres com cinco pavimentos, totalizando 540 apartamentos a partir de R$ 98.490,00.

Vale destacar que, mesmo sendo empreendimentos populares a qualidade surpreende. É fato que a diferença destes imóveis é que o lucro da construtora é bem menor do que nos empreendimentos “milionários”, mas os moradores podem morar com conforto, segurança e ótima localização.

Responsabilidade social para um sorriso bonito

Por meio do Projeto “Odontológico”, a Morar, em parceria com o Sesi, oferece tratamento dentário de qualidade para os funcionários dos canteiros de obras. Além de atendimento preventivo e corretivo, é feito trabalho de conscientização sobre saúde bucal. Desde o início do ano foram realizados 289 atendimentos.


O Programa Bem Querer, voltado para os funcionários dos canteiros de obras, atua nas áreas da saúde, educação, cidadania e moradia, por meio dos projetos "Viver Bem", “Odontológico”, “Educação de Jovens e Adultos”, “Olho Vivo” e “Kit Bebê”. Somente neste ano 465 atendimentos já foram realizados nos canteiros de obras da Morar. As ações contam com a colaboração dos funcionários do administrativo e com a parceria do Sesi.

Troco minha casa por um terreno cheio de entulho


O concurso cultural da Morar fez sucesso entre os clientes da construtora. O número de inscritos superou a expectativa da Morar e deu bastante trabalho para a comissão julgadora, graças à qualidade das histórias enviadas. Os participantes não mediram esforços e deixaram a emoção vir à tona com histórias sensíveis, hilárias, ternas e até mesmo futuristas. Mas a grande vencedora do concurso foi a cliente Christine Mendonça e a história dela pode ser conferia a seguir.

Minha história com a Morar:

Após receber um folder que tinha um menino soltando uma linda pipa, fui ao canteiro de obras do imóvel divulgado no panfleto e, como se estivesse num programa de TV, me fiz a seguinte pergunta: “Você quer trocar uma casa mobiliada e decorada em Laranjeiras por um terreno cheio de entulho na Mata da Praia?” E, estranhamente, veio como resposta: “Sim!” Nesse momento, procurei a Morar para trocar a primeira casa da minha vida por outra imaginária. Ato de loucura? Não! As duas casas (real e imaginária) eram da Morar! Hoje eu e meu filho vivemos o benefício dessa imaginação!

segunda-feira, 27 de junho de 2011

DJ de Minas Gerais anima a “A Fábrica”


Misturando as batidas e ritmos contagiantes das vertentes da House Music, o DJ mineiro, Bruno Fonseca comanda as picapes da “Fábrica Danceteria” no próximo dia 02. Com um feeling apurado, a artista vem conquistando cada vez mais seu espaço no cenário musical, nunca perdendo de vista de suas paixões, a reprodução e mixagens de música.

Atuando no mercado musical desde 2005 Bruno traz em seu estilo o melhor da Tech-house e do House-progressivo. Para agitar a pista da danceteria, o DJ separou um set list com as principais tendências do cenário atual. A festa começa a partir das 22hs.

Saiba Mais


O inicio da Carreira foi em 2005 tocando apenas para os amigos. Mas o talento do artista foi ficando cada vez mais evidente e Bruno resolveu investir na profissional. Já foi residente de badaladas boates de Minas Gerais como a Millenium, a Beira Rio e Haus Club.

Já mostrou seu talento e versatilidade em grandes eventos como Camarote Haus Club, Camarote Espaço Folia, Reveillon das estrelas, Psy Revolution . Suas principais referências do mercado internacional são os DJs D-nox, Olivier Giacomotto, Tobias Lutzenkirchen, Amo & Navas, Alessandro Kainz, Tocadisco, Ticon, Weekend Heroes, Mark Knight.

Por onde passa, Bruno Fonseca contagia as pistas com batidas agradáveis e ritmos contagiantes das vertentes da House Music, nunca deixando seus espectadores desapontados, sempre fazendo seus SET's com muita emoção e empolgação.



Festa: Enjoy the night com DJ Bruno
Dia: 02 de julho, sábado
Horário: a partir das 22 horas
Classificação: 18 anos
Endereço: Av. Eudes Scherrer de Souza, 575- Laranjeiras- Serra. Em frente ao Hospital Metropolitano
Ingressos: R$40,00 (Masculino) e R$ 30,00 (Feminino), ou consumação R$ 60,00 (masculino) e R$ 40,00 (feminino). Com o nome na lista da equipe de promoção há desconto sobre o ingresso.

Biblioteca Pública promove na quinta-feira debate com a escritora Ana Laura Nahas


Nesta quinta-feira (30), às 19 horas, a Biblioteca Pública do Espírito Santo Levy Cúrcio da Rocha (BPES) realizará o “Debate-papo: um dedo de prosa entre o escritor, o crítico literário e o público leitor”, projeto com finalidade promover a interação entre autores capixabas e o público. A convidada da vez é Ana Laura Nahas, jornalista e autora do livro de crônicas “Todo Sentimento”. A mediação será feita pelo poeta Caê Guimarães. A entrada é franca.

O projeto é destinado a estudantes, professores, profissionais liberais, e leitores em geral. Contempla cerca de 60 pessoas em cada encontro, que é mensal. São convidados sempre dois escritores, um deles exerce o papel de crítico e mediador, para conversar e debater experiências literárias, suas obras, seus personagens, o contexto histórico em que foram escritas, além de outras curiosidades.

‘Todo Sentimento’

A obra que estará em debate é ‘Todo Sentimento’, uma seleção de 30 crônicas de Ana Laura Nahas, publicadas no período de quatro anos, no jornal A Gazeta. A autora reúne textos sobre fatos rotineiros, política, arte, e histórias de amizade. Recentemente, ela organizou o projeto “Todo Sentimento por Aí”, em que 30 exemplares do livro foram espalhados por 10 cidades brasileiras, com o intuito de despertar a leitura de crônicas em lugares públicos. Também promoveu a ação “Troque um livro seu pelo meu”, onde recebeu exemplares de diversos livros em troca de um volume da obra ‘Todo Sentimento’.


Ana Laura Nahas

A paulista Ana Laura Nahas é cronista do jornal A Gazeta desde março de 2004, e em 2009 lançou seu primeiro livro, ‘Todo Sentimento’. A escritora é formada em jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), já trabalhou no jornal “Folha de São Paulo”, e nas revistas “Bravo”, “Bizz”, “Aventuras na História”, “Quatro Rodas”e “Vip”. Atualmente é editora de produções especiais da redação multimídia da Rede Gazeta, e diariamente comenta as notícias que são destaques na Rádio CBN Vitória.



Caê Guimarães



Caê Guimarães é jornalista e escritor. Nasceu no Rio de Janeiro em 1970. Foi criado no Espírito Santo onde passou a maior parte da vida. Viveu por cinco anos entre as cidades mineiras de Ouro Preto e Belo Horizonte. É autor de ‘Por baixo da pele fria’ (poesia); ‘Entalhe Final’ (conto); ‘Quando o dia nasce sujo’ (poesia); e ‘De quando minha rua tinha borboletas’ (poesia).

Há dois anos vem desenvolvendo um trabalho de interface da poesia com a música e as artes plásticas, intitulado “eletropoemas”. Caê Guimarães é cronista do jornal A Gazeta, onde também é titular da coluna Entrelinhas, do caderno Pensar, escreve no site www.caeguimaraes.com.br, e ministra oficinas de texto e poesia.


Serviço


“Debate-papo: um dedo de prosa entre o escritor, o crítico literário e o público leitor”

Data: Quinta-feira (30)
Horário: 19 horas
Escritora: Ana Laura Nahas
Mediador: Caê Guimarães
Entrada franca
Local: Biblioteca Pública do Espírito Santo
Av. João Batista Parra, 165 - Vitória Telefone - (27) 3137 9349.

E-mail - sebp@secult.es.gov.br

Ainda na noite de comemoração...

Ainda na noite de comemoração, amigos foram prestigiar a família Almeida: empresários, clientes, fornecedores, investidores...





Momentos da celebração de 30 anos da Morar Construtora

Um livro contando a história da Morar Construtora foi lançado para comemorar a data em grande estilo. O fundador da empresa, Sebastião Jayme de Almeida, entrega o livro para homenageados da noite badalada!

Celebrando 30 anos





No mês de junho a Morar esteve em festa. A empresa comemora 30 anos de história e para celebrar a data realizou uma festa que reuniu funcionários, clientes, parceiros e amigos.

Mais de 900 pessoas prestigiaram o evento, que aconteceu no dia 21 de junho no Centro de Convenções de Vitória. Na ocasião, foi lançado o livro “Morar - 30 anos de atuação”, de autoria da escritora e jornalista Sandra Medeiros. Você pode acessar e baixar o conteúdo do livro na íntegra em www.morar.com na seção notícias. O presidente da Morar Sebastião Jayme de Almeida entregou os primeiros exemplares da publicação aos prefeitos João Coser, de Vitória, e Sérgio Vidigal, de Serra e ao vice-governador do Estado, Givaldo Vieira.

Na solenidade, ao lado da esposa e vice-presidente da Morar, Delva Gomes de Almeida, Sebastião lembrou de fatos marcantes, destacando as conquistas e superações da empresa, a importância dos funcionários para o crescimento da Morar e aproveitou para agradecer pela confiança dos clientes. Sobre o futuro, o presidente comentou sobre os planos da empresa, que continuará investindo em novas tecnologias e inovação.


A noite também teve momentos de homenagens. Como forma de agradecimentos, representantes de parceiros e clientes receberam uma escultura personalizada da artista plástica Ana Paula Castro. Houve, ainda, a premiação do Concurso Cultural promovido pela Morar. Lançado para clientes, a empresa promoveu a ação para saber como a Morar faz parte de sua história em momentos simples da vida. Os 10 finalistas participaram do evento e a vencedora ganhou uma viagem de cruzeiro com direito a um acompanhante.

A solenidade foi encerrada com o parabéns para você, um dos momentos mais emocionantes da festa, com a participação de todos os colaboradores presentes, presidência e diretoria da Morar, reunidos em frente ao palco.

Para Sebastião, a trajetória de sucesso da empresa é marcada por muito trabalho e sonhos realizados. “A nossa crença é aquilo que primamos sempre: responsabilidade, ética e transparência. Se hoje chegamos até aqui é porque acreditamos no que fazemos. Quando lançamos um empreendimento no mercado, estamos, acima de tudo, gerando empregos, beneficiando famílias, tanto dos colaboradores quanto dos clientes que realizam sonhos”, disse.

Programa de qualificação e certificação para empresas de tecnologia da informação


Amanhã, a partir das 8 horas, acontecerá um café da manhã na sede da TecVitória, em Itararé, no município de Vitória para o lançamento da turma 2011/2012 do Sistema de Gestão da Qualidade em Empresas de TI (SGQ-TEC). O SGQ-TEC é um programa de qualificação e certificação das empresas de tecnologia da informação.

Pensando na qualificação das empresas capixabas, a TecVitória em parceria com o Instituto Euvaldo Lodi - IEL-ES ASSESPRO, SEBRAE-ES e prefeituras municipais, criaram este conjunto de consultorias para implantação do Sistema da Qualidade que vai durar entre 12 e 14 meses.

O público alvo do programa são as micro e pequenas empresas da cadeia de TI da Grande Vitória, com ênfase nas empresas situadas na cidade de Vitória. Essas empresas empregam em média 07 colaboradores diretos e têm um faturamento médio de R$ 450.000,00 por ano.

Os interessados em participar devem confirmar presença até o dia 27 de junho pelo email afolador@findes.org.br

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Secult publica resultado do edital de residência de grupos de artes cênicas

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) publicou no Diário Oficial desta quarta-feira (22), o resultado final do edital de concessão de prêmio para residência de grupos de artes cênicas nas áreas de teatro e dança (edital número 004). Foram seis projetos culturais selecionados, somando um valor total de R$ 420 mil reais.

A proposta é a de desenvolver a qualificação e o crescimento profissional, socializando experiências e conhecimentos acumulados pelos artistas e técnicos. Além disso, o edital visa ampliar a formação de platéias e fomentar a produção cultural de qualidade, estimulando a geração de renda de artistas e técnicos cênicos.

As atividades desenvolvidas pelo grupo serão conduzidas por um diretor ou coreógrafo convidado de experiência comprovada. A residência terá a duração de cinco meses, sendo o último mês reservado para exibição dos trabalhos em local a ser definido em conjunto com a Secult.

Os seis projetos selecionados foram:

- “Autos populares”, de Wyller Villaças Siqueira Mesquita;
- “Maculelê: histórias de guerreiros”, da Associação de Capoeira Dendê;
- “Scarpin-me: jogo de imagem e desafio”, de Lucidélia Carpanedo Fiorio;
- “A magia de manipular o inusitado, o teatro com Anie Welter”, do Grupo de Teatro Rerigtiba;
- “Projeto residência (Zé Henrique de Paula e Grupo teatro Empório)”, de Leandro Bacellar de Souza;
- “Traduzir-se”, da Companhia de Dança Mitzi Martucci


A comissão julgadora do edital foi formada pelo paulista, dramaturgo e diretor teatral, Samir Yazbek; pela diretora da São Paulo Companhia de Dança, Inês Bogéa; e pelo diretor teatral, cenógrafo e figurinista Márcio Meirelles, da Bahia.

A Secult convocará os contemplados para assinatura do termo de compromisso e apresentação da documentação necessária. Estão sendo investidos R$ 4.855.000,00 neste ano com o lançamento de 22 editais de incentivo à cultura. A coordenação recebeu no total 828 inscrições, e 719 desses projetos foram habilitados. Esses recursos irão beneficiar artistas e agentes culturais, com a proposta de tornar a atividade cultural uma importante estratégia de desenvolvimento e inclusão social.

Os recursos visam a contemplação da manifestação cultural em toda a sua diversidade, possibilitando que a arte e a cultura produzidas no Espírito Santo possam ser desfrutadas por todos os capixabas, em especial nas áreas mais vulneráveis do Estado.

Biblioteca Trancol comemora 200 mil empréstimos


A Biblioteca Transcol comemorou esta semana a marca de 200 mil livros emprestados em pouco menos de quatro anos de funcionamento. As unidades do projeto já operam em oito terminais do Sistema Transcol. São elas: Laranjeiras e Carapina, na Serra; Itacibá, Campo Grande e Jardim América, em Cariacica; e São Torquato, Ibes e Itaparica, em Vila Velha.

Os 28 mil sócios do projeto têm acesso a um acervo de 12,4 mil livros no total. São obras consagradas da literatura nacional e internacional, além de um espaço reservado para autores capixabas. As bibliotecas também contam com computadores que permitem acesso gratuito à internet banda larga; com audiolivros para pessoas com deficiência visual; e curtametragens capixabas.

As obras mais retiradas são, pela ordem, o “Caçador de Pipas”, de Kaled Hosseini; “A Menina que Roubava Livros”, de Marcus Zusak, “O Futuro da Humanidade”, de Augusto Cury; “Lua Nova”, de Stephenie Meyer; “A Senhora do Jogo”, de Sidney Sheldon; e “A Cabana” de William Young. A biografia “Maysa”, do jornalista e escritor José Roberto Santos Neves, lidera a preferência entre os autores capixabas.

Hábito da leitura



O projeto Biblioteca Transcol tem como objetivo disseminar o hábito da leitura entre usuários que diariamente passam pelos terminais do Sistema Transcol. Surgiu da união entre Governo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória (Ceturb-GV); terceiro setor, pela ONG Universidade para Todos; e iniciativa privada - a empresa ArcelorMittal Tubarão, patrocinadora do projeto.

A trajetória de sucesso começou no dia 15 de agosto de 2007, quando foi implantada a primeira unidade no Terminal Laranjeiras, na Serra, que lidera a quantidade de empréstimos - 67 mil no total.


Cadastro

Os interessados em se associar à Biblioteca Transcol devem preencher um cadastro com dados pessoais, apresentar documento de identidade e comprovante de residência.

O cadastrado recebe uma carteirinha com foto, que deve ser apresentada junto a um documento de identidade, no ato de empréstimo de livros. Os leitores podem pegar um livro de cada vez, por um período de 10 dias e o empréstimo pode ser renovado por mais 10 dias. Todas as unidades funcionam de segunda a sexta-feira, de 9 às 21 horas.

Será que vai dar certo?

MC Marcinho vai largar o funk e virar pastor

O Príncipe do Funk quer virar pastor. Depois de sofrer um acidente de carro em 2006 e, quando ainda se recuperava, ser vítima de assalto a mão armada, o cantor se converteu a religião evangélica e disse que, por isso, largaria o funk. Desde então, surgiram vários anúncios de "shows de despedida".

Restam poucas passagens de trem para o feriado de Corpus Chri

Na quinta-feira, dia 23, as viagens do Espírito Santo para as cidades mineiras de Governador Valadares e Ipatinga já estão fechadas tanto na classe econômica quanto na classe executiva.

Também não há mais passagens no trem que sai de Belo Horizonte com destino a Ipatinga e Governador Valadares, no início do feriadão.

De Governador Valadares para Belo Horizonte, restam poucas passagens, apenas na classe econômica, para o dia 23. Já no trem que sai de Governador Valadares rumo ao Espírito Santo, só restam passagens na classe executiva.

De Ipatinga para Belo Horizonte, a disponibilidade de passagens também é considerada baixa, com poucas vagas apenas na classe econômica.

Domingo

Para a volta do feriadão, no domingo, dia 26, já não há passagens para os destinos Governador Valadares – Belo Horizonte e Ipatinga - Belo Horizonte.

Restam poucas passagens no domingo também nas viagens de Minas para o Espírito Santo. Nos trechos Governador Valadares – Pedro Nolasco e Ipatinga – Pedro Nolasco, há apenas vagas na classe executiva.

De Belo Horizonte para Ipatinga, a disponibilidade de passagens é considerada baixa no domingo, na classe executiva e na econômica.

Dicas para evitar contratempos


O interessado em obter mais informações sobre os trens de passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) pode entrar em contato com o canal de atendimento gratuito Alô Ferrovias (0800 285 7000) ou acessar o site do Trem de Passageiros no endereço www.vale.com/tremdepassageiros. Pela internet, os passageiros encontram dicas de viagem e de embarque, além de informações sobre seus direitos e deveres. Podem, ainda, programar uma viagem e localizar os 22 pontos de venda disponíveis para a compra de bilhetes.

Cesan mantém plantão durante o feriado

A Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) fará plantão especial durante o feriado. Na Grande Vitória, os serviços serão executados por 146 equipes, num total de 293 pessoas. A empresa também vai disponibilizar cinco carros-pipa para casos de emergência.

Solicitações de serviços, comunicação de vazamentos e de problemas no abastecimento de água devem ser feitas pelo 115. A chamada é gratuita, 24 horas, de qualquer telefone fixo. O atendimento voltará ao normal na próxima segunda-feira (27).

Informações ao cliente:

115 - atendimento 24 horas. Ligação gratuita de qualquer telefone fixo.

Natura Humor lança nova fragrância masculina


Humor é uma postura de vida. Não se levar tão a sério, dar a volta por cima, rir de si mesmo e aceitar imperfeições são sempre boas opções diante das coisas chatas que acontecem – e sempre acontecerão – no nosso dia a dia. Expressar humor nas suas ações, nas suas palavras, nas relações é a melhor saída para levar a vida mais leve, simples e descomplicada.

A novidade no portfólio da marca é a nova fragrância Natura Humor Fórmula do Humor, que mostra que essa fórmula é simples: não se levar tão a sério + saber sorrir = viver com humor!

Com uma fragrância original, versátil e ousada, busca quebrar o ritmo da rotina e trazer mais prazer ao dia a dia. Esse é o antídoto para viver mais e melhor. Ideal para homens de espírito jovem e olhar positivo perante a vida, Natura Humor Fórmula do Humor é um fragrância inusitada e irreverente.

Cocriado pela perfumista da Natura Veronica Kato e pela casa de fragrâncias Symrise, o caminho olfativo é marcado pelo contraste das notas de pimentas com um toque cremoso e original das notas de avelã, finalizado pelo conforto das notas quentes amadeiradas.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Quando a plástica modifica mais do que a aparência

O Brasil realiza mais de meio milhão de cirurgias plásticas por ano. A parte visível desse procedimento é a intervenção com finalidade estética. Muitos desconhecem o número significativo de pessoas que recorrem à plástica para reparar deformidades adquiridas ou de nascença que, além do comprometimento total ou parcial do membro, podem deixar sequelas psicológicas.

Ao retirar um tumor que compromete a face, por exemplo, o paciente pode desenvolver um trauma estético que gera frustrações e senso de rejeição profundo. A cirurgia plástica reparadora intervém desencadeando a melhoria estética e, assim, trata as dores psíquicas.

“Toda plástica, quando digna, salva a vida de uma pessoa em todos os aspectos. É o tipo de intervenção que tem uma importância social”, afirma o cirurgião plástico Ivo Pitanguy, referência mundial em cirurgia plástica e reconstrutora.

Em atenção a essa demanda o Hospital Meridional estruturou um Centro de Referência de Diagnóstico e Tratamento que conta com uma equipe multidisciplinar para os pacientes.

À frente do centro, o cirurgião plástico Jorge Moulim explica que a autoestima é o que mais busca quem precisa de uma intervenção reparadora. Ela devolve ao paciente o senso de pertencer aos padrões de estética vigente, o que antes não existia. “São pessoas que se sentem excluídas. Ao serem submetidas à plástica reparadora passam a ter melhor qualidade de vida”, acrescenta.

Cerca de 172 mil pessoas passaram pela situação, segundo levantamento do Instituto Datafolha que traçou o perfil da cirurgia plástica brasileira. Os dados mostram 74 mil intervenções feitas para corrigir sequelas por tumores, 22 mil por acidente e 21 mil por defeitos congênitos (ver quadro abaixo).

Assim como na cirurgia plástica com finalidade estética a intervenção reparadora é realizada mais em mulheres. “Também por isso o procedimento tem sua importância social. As questões culturais imputam à mulher mais cuidado com o corpo”, informou o cirurgião plástico Jorge Moulim.


Perfil da cirurgia plástica brasileira:


Tipo de Cirurgia
. Estética - 457 mil (73%)
. Reparadora - 172 mil (23%)

Cirurgias Reparadoras
. Tumores - 74 mil (43%)
. Acidentes Urbanos - 22 mil (13%)
. Defeitos Congênitos - 21 mil (12%)
. Queimaduras - 21 mil (12%)
. Acidentes Domésticos - 12 mil (07%)
. Reconstrução Mamária - 05 mil (03%)
. Outros - 17 mil (10%)

Cirurgias Estéticas

. Aumento das Mamas - 96 mil (21%)
. Lipoaspiração - 91 mil (20%)
. Abdome - 69 mil (15%)
. Redução das Mamas - 55 mil (12%)
. Pálpebras - 41 mil (09%)
. Nariz - 32 mil (07%)
. Face - 32 mil (07%)
. Orelhas - 23 mil (05%)
. Outros - 18 mil (04%)


Sexo
. Estética Feminino - 402 mil (64%)
. Estética Masculino - 55 mil (8,7%)
. Reparadora Feminino - 101 mil (16%)
. Reparadora Masculino - 71 mil (11%)

Nacionalidade
. Brasileiros - 597,55 mil (95%)
. Estrangeiros Não Residentes - 18,87 mil (03%)
. Estrangeiros Residentes - 12,58 mil (02%)


Fonte: Datafolha

Secult divulga os horários de funcionamento dos espaços culturais durante o feriado de Corpus Christi


Os espaços culturais administrados pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult) tiveram os horários de funcionamento definidos para o feriado de Corpus Christi. São eles: Museu de Arte do Espírito Santo Dionísio Del Santo (Maes), no Centro de Vitória; Palácio Anchieta e Galeria Homero Massena, na Cidade Alta; Biblioteca Pública Estadual, na Praia do Suá; e Museu do Colono, em Santa Leopoldina.

No feriado é possível passear pela história do Espírito Santo ao visitar o Palácio Anchieta, uma das mais antigas sedes de governo do País. De quinta-feira (23) a sábado (25), o espaço funcionará de 09 às 17 horas; e no domingo, de 09 às 16 horas.

Na região serrana do Espírito Santo, a 51 km da capital, é possível visitar o Museu do Colono. O espaço fechará na quinta-feira (23), mas reabrirá de sexta-feira a domingo, das 9 às 16 horas. Localizado em Santa Leopoldina, o casarão que abriga o Museu foi construído por volta de 1877, e serviu de moradia para os Holzmeister. Possui acervo de aproximadamente 600 peças, formado por mobiliário, cristais, porcelanas, fotografias, livros e pinturas, remanescente da família de imigrantes.


O Maes também estará aberto durante todo o feriado prolongado, mas funcionará em horário especial, sempre das 12 às 18 horas. Está em cartaz no Museu a mostra “Sobrevitória”, com obras de arte adquiridas pelo colecionador Marcio Espíndula, entre 1986 e 1989, período no qual ele manteve em funcionamento, em Vitória, a galeria Usina Arte Contemporânea. A exposição continua até 24 de julho, e já recebeu mais de mil visitações.

A Galeria Homero Massena fechará durante o feriado, e volta a funcionar na segunda-feira (27), das 10 às 18 horas, dando continuidade a exposição “Sujeito Oculto” do artista plástico Ivan Grilo. A Biblioteca Pública também estará fechada durante o feriado.



Funcionamento no feriado



Palácio Anchieta

Endereço: Praça João Clímaco, s/nº, Cidade Alta, Centro, Vitória ES
Visitação: de quinta-feira (23) a sábado (25) - das 9 às 17 horas; no domingo (26) - das 9 às 16 horas
Entrada franca


Museu do Colono

Endereço: Avenida Presidente Vargas, 1501 - Santa Leopoldina
Funcionamento: sexta-feira (24), sábado (25) e domingo (26)- das 9 às 17 horas
Telefone - (27) 3266 1250
Entrada franca


Museu de Artes do Espírito Santo Dionísio Del Santo

Exposição “Sobrevitória”
Período: até 24 de julho
Endereço: Av. Jerônimo da Monteiro, 631, Centro - Vitória ES
Funcionamento: de quinta-feira (23) a domingo (26) - das 12 às 18 horas
Entrada franca


Galeria Homero Massena

Exposição “Sujeito Oculto”
Período: até 22 de julho
Endereço: Rua Pedro Palácios, nº. 99, Cidade Alta.
Visitação: volta a funcionar na segunda –feira (27) - das 10 às 18 horas
Telefone: 3132 8395
Entrada franca

Biblioteca Pública Estadual Levy Cúrcio da Rocha

Endereço: Av. João Batista Parra, 165 - Praia do Suá
Funcionamento: volta a funcionar na segunda-feira (27) - das 8 às 19 horas
Telefone: 3137-9351
Entrada franca

Qual o melhor tipo de financiamento para comprar um imóvel?

Em meio a tantos imóveis em ofertas como saber o tipo de financiamento ideal antes de fechar contrato? Especial istas indicam escolher aquele compatível com as condições de pagamento que a pessoa terá nos próximos anos. Em outras palavras nada de assumir um compromisso financeiro de modo a comprometer mais de 30% da renda líquida.

O próximo passo é definir qual a construtora e o banco. É importante dar preferência a instituições com bom nome no mercado e que, ao mesmo tempo, ofereçam a menor taxa anual de juros e o melhor sistema de reajuste.

“Há também o financiamento - ou crédito – associativo que já se inicia na planta, diferente dos modelos de financiamento tradicionais onde o cliente só contrata o crédito ao término da obra”, explicou Felippi Lima, gerente comercial da Construtora Épura.

Nesse caso, as regras variam de acordo com o que ficou acordado entre banco e construtora. Por isso é preciso checar o contrato. Daí o nome "crédito associativo". Em outros bancos esse produto é chamado de "financiamento na planta".

Negociar direto com a construtora é outra opção. O preço do imóvel é dividido em parcelas durante a construção e , após a entrega do habite-se, o débito é parcelado em prazos de até 60 meses.

Nesse caso, a vantagem é poder comprar o imóvel com deságio, ou seja, como o pagamento do preço é feito durante a construção , o custo final do imóvel sai mais barato e, em geral, quando o imóvel fica pronto ele vale mais do que o preço pago pelo comprador. A desvantagem deste sistema também é a demora de dois a três anos para entrar no imóvel.

Os tipos de financiamento:



Sistema Financeiro Imobiliário (SFI)

No Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) os recursos dos são dos próprios bancos. O diferencial dos financiamentos feitos nesta modalidade é que eles podem ser para aquisição de um segundo imóvel ou de imóvel comercial. As desvantagens ocorrem por conta da liberação de práticas abusivas contra os consumidores, como altas taxas de juros e capitalização dos juros, além do fato de que, uma vez inadimplente, o mutuário perde tudo o que pagou sem qualquer chance de defesa. Além disso, quanto maior o prazo, mais juros serão pagos.

Sistema Financeiro da Habitação (SFH)

No Sistema Financeiro da Habitação (SFH) as taxas de juros são de até 12% ao ano e a forma de reajuste das prestações pode ser mensal e vinculada a índices de inflação. Em todas as modalidades, a evolução do saldo devedor é feita pelo Sistema de Amortização Crescente (Sacre) ou pela Tabela Price. Através do SFH, é possível obter financiamento com recursos oriundos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e da poupança. A desvantagem de pagar de quatro a cinco vezes o valor do imóvel durante os 15 a 18 anos do prazo do financiamento.

Carteira Hipotecária

É um financiamento com condições mais livres do que as do Sistema Financeiro da Habitação (SFH), uma vez que os recursos utilizados são do próprio banco. O valor dos imóveis tende a ser maior e não há limite do quanto pode ser financiado e nem do prazo. Os juros são os mais altos do mercado, em torno dos 15% ao ano, e há a prática de capitalização de juros.

Os dias frios são um perigo para quem sofre com asma

As crises de asma se acentuam nessa época do ano quando a temperatura está baixa e o tempo mais seco. Hoje é o Dia Nacional de Combate a Asma e, por isso, médicos relembram a necessidade de redobrar os cuidados com esta doença, que é crônica e ataca o sistema respiratório provocando falta de ar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que 150 milhões de pessoas no mundo sofram com a enfermidade.

A asma inflama as vias pulmonares causando repetidos episódios de tosse, chiado e aperto no peito. “A crise dos asmáticos pode ser causada tanto por vírus como por bactérias. Por esse motivo, as crianças sofrem mais, pois o organismo delas ainda não criou resistência contra esses agentes externos”, explica o pneumologista chefe da Unidade de Emergência Pediátrica da Universidade Federal Fluminense (UFRJ), Evandro Prado.

Esses agentes estão mais propícios a agir mais nos dias frios, pois a umidade é o ambiente ideal para procriação do ácaro, por exemplo. “Casacos de lã, animais e falta de ventilação dentro de casa são um perigo para quem sofrem com asma”, explica a pneumologista do Hospital Meridional, Cilea Aparecida Victoria Martins.

Ela orienta, ainda, que as pessoas evitem usar cobertores e outros utensílios domésticos que acumulam poeira e ácaros. “São fatores que provocam a irritabilidade nos pulmões sensíveis”, destacou.

Simpósio de oftalmologia traz especialistas de destaque

A Sociedade Capixaba de Oftalmologia (SCO) realizará em Pedra Azul o 3° Simpósio de Inverno, oportunidade para os especialistas participarem de atividades científicas, adquirirem novos conhecimentos da indústria oftalmológica e, ainda, desfrutarem do clima agradável da serra capixaba. O evento será entre os dias 1º e 3 de julho, no Aroso Paço Hotel.



O congresso contará com profissionais renomados no cenário nacional do Distrito Federal, de São Paulo, de Belo Horizonte e do Rio de Janeiro, que levarão as últimas novidades do segmento aos participantes. Serão discutidos 9 temas, sendo que cada um dos assuntos vai ser abordado por um profissional diferente. Leonardo Akaishi, do Distrito Federal, falará sobre catarata; Homero Gusmão, de Belo Horizonte, sobre glaucoma; Renato Cury, do Rio de Janeiro, sobre estrabismo; André Cury, do Rio de Janeiro, sobre Uveite; Renato Ambrósio Junior, do Rio de Janeiro, sobre refrativa; John Helal, de São Paulo, retina; José Carlos Eudes Carani, de São Paulo, sobre biometria; Cleber Godinho, de Belo Horizonte, sobre lentes de contato; e Tadeu Cvintal, de São Paulo, sobre córnea.



Segundo o presidente da Sociedade Capixaba de Oftalmologia, Fabio Braga Soares, a programação científica está sendo cuidadosamente planejada, pois tem como principal objetivo reunir o que há de melhor para o desenvolvimento técnico-científico na prevenção e tratamento das doenças oculares.

Além de ser um evento para renovação de conhecimentos, o 3°Simpósio de Inverno da Sociedade Capixaba de Oftalmologia proporcionará aos participantes momentos de lazer. Isso porque a doutora Hedwiges Soares, da Comissão Social da SCO, preparou uma programação social especial.

Os participantes terão curso de maquiagem da Givanchy, coquetel dançante, jantares, exposição de jóias, passeio ao agroturismo, cavalgada ecológica, recreação infantil e, ao final do congresso, uma superfesta de confraternização.

Candido Mendes abre processo seletivo simplificado

Para quem não conseguiu uma vaga nos cursos de graduação da Faculdade Candido Mendes de Vitória pelo sistema de seleção unificada terá mais uma oportunidade. A instituição abriu o processo seletivo simplificado, em que o aluno tem a vantagem de agendar o melhor horário e data para aplicação da prova. Há vagas disponíveis para os cursos de Administração, Turismo e Ciências Contábeis. Os interessados devem entrar em contato com a faculdade por meio dos telefones (27)3315-4280 ou 3315-4223. O inicio das aulas está previsto para primeira semana de agosto. Os cursos são ministrados no período noturno.

TecVitória realiza campanha para atrair jovens empreendedores


A TecVitória divulga o 6° Concurso Uniempreendedor – Concurso Universitário Empreendedor – em visitas feitas às universidades e faculdades da Grande Vitória. A novidade da campanha é que as escolas e faculdades que não são associadas à TecVitória, podem se credenciar para inscrever seus alunos no concurso. As inscrições acontecem até o dia 19 de agosto e os melhores projetos serão premiados, sendo que os cinco primeiros colocados ganham viagem com duas diárias para evento de inovação no RJ ou SP. Os dois primeiros colocados ganham suporte à construção do Plano de Negócios. Vale ressaltar que os professores que orientarem os dois melhores projetos também serão premiados.

Inscrições abertas para oficinas do “Festival ES de Dança”


Estudantes e profissionais de dança já podem se inscrever nas oficinas de capacitação do “Festival ES de Dança”. Os quatro cursos oferecidos são gratuitos, e comportam até 25 alunos. As atividades serão realizadas no período do Festival, entre os dias 08 e 10 de julho, das 09 às 12 horas, na Escola de Dança Cridança, em Jardim da Penha.

As inscrições estão abertas até o dia 1º de julho. A ficha está disponível no site da Secretaria de Estado da Cultura (www.secult.es.gov.br). Depois de preenchido, o documento deverá ser enviado para o email formacao@secult.es.gov.br.

A homenageada do Festival, Angel Vianna, carioca referência no cenário nacional da dança contemporânea ministrará a oficina “Consciência do Movimento”. Ela apresentará uma técnica que desenvolve há mais de 30 anos, que consiste em proporcionar maior conhecimento, usos e percepções do corpo. Aliado a isso, irá trabalhar com exercícios de improvisação. Um prêmio de destaque que Angel recebeu foi o Diploma Orgulho Carioca, pela sua importância na vida cultural do Rio de Janeiro.

A paulista Vera Sala, professora, criadora e pesquisadora de dança, fará um workshop sobre “Investigação da Dramaturgia no Corpo”. O objetivo é ampliar o vocabulário corporal do aluno, a partir da pesquisa de novos caminhos, novas relações e conexões no seu corpo. A aula é direcionada aos interessados em processos de criação.


A mineira Suely Machado, psicóloga, coreógrafa e bailarina apresentará a oficina “Criação do Gesto”, que consiste em trabalhar as diferentes qualidades dos participantes. Além disso, exercita a preparação cênica do bailarino. A oficina é indicada a todas as pessoas que têm o interesse em entrar em contato íntimo com seu corpo e expressá-lo por meio do gesto. As aulas de Suely serão ministradas em parceria com bailarinos do “Primeiro Ato”, grupo de dança que ela dirige desde 1982.


O capixaba Marcelo Ferreira, coreógrafo, diretor teatral, ator e bailarino, oferecerá o mini-curso “Gestual Dramático Expressionista”. A aula envolve o aluno na dramaturgia contemporânea, artes visuais e audiovisuais. A oficina tem um perfil dança-teatro e apresenta referências de dança e de encenação. Marcelo é diretor da Companhia de Teatro Urgente e atuou na Companhia Neo-Iaô de Dança por 15 anos.

Serviço:

Escola de Dança Cridança
Av. Saturnino Rangel Mauro, n°235
Jardim da Penha - Vitória
Telefone: (27) 3324-8797

Theatro Carlos Gomes
Praça Costa Pereira – Centro de Vitória
Telefone: (27) 3132-8399

Sesi
Rua: Tupinambás, n°240
Jardim Penha - Vitória
Telefone: (27) 3334-7323

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Grande Rio convida Ronaldo para desfilar no carnaval de 2012

A Grande Rio convidou com ex-jogador Ronaldo 'Fenômeno' para desfilar em um dos seus carros no carnaval de 2012. A informação é da coluna "Gente Boa", publicada no jornal "O Globo" deste domingo, 19. O enredo da escola será sobre superação.

Cariacica comemora 121 anos com show de Zeca Pagodinho


O próximo fim de semana será de muita agitação em Cariacica. A cidade comemora 121 anos e traz, na celebração do seu aniversário, atrações artísticas regionais e nacionais. O grande destaque da festa é o cantor Zeca Pagodinho, que se apresenta na Desportiva, no próximo sábado, dia 25 de junho, um dia após o aniversário oficial da cidade.


Mas, antes do famoso cantor de pagode assumir o palco, outras regiões do município vão receber atrações musicais. No final de semana de aniversário, exatamente no dia em que a cidade comemora 121 anos, quem for ao município vai curtir o pagode do grupo Pele Morena e o trio elétrico com Rodrigo Balla, também no campo da Desportiva.



Dentro das festividades, está a inauguração da Orquestra da Câmara de Cariacica, a primeira do tipo do Espírito Santo. O evento será na igreja São João Batista, a partir das 20 horas, na próxima terça-feira (21). A apresentação vai contar ainda com a regência do maestro João Carlos Martins.

Ofes inicia hoje temporada da série “Orquestra nas Escolas”

A Orquestra Filarmônica do Espírito Santo (Ofes) abre hoje a temporada 2011 da série “Orquestra nas Escolas”. Até o fim do ano os músicos levarão música clássica para 15 escolas públicas da Região Metropolitana. Todas as apresentações são gratuitas, começam às 9h30, e tem uma hora de duração.

Hoje a Ofes estará no bairro Ilha dos Bentos, em Vila Velha, na Escola Municipal Edson Tavares. Na terça-feira (21), os músicos visitam a Escola Municipal Francisco de Assis Pereira, no bairro Canaã, em Viana. Na quarta-feira (22), no bairro Universal, em Viana, a Ofes se apresenta na Escola Adamastor Furtado.

Os músicos se apresentam sob regência do maestro titular Helder Trefzger; com o solo de Antônio Paulo Filho, no saxofone; e Pedro Mota, no trompete.Eles executam obras de Bach, Massenet, Tchaikovsky, Brahms, Pixinguinha e Zequinha de Abreu.